Autodidatismo: traço força da evolução pessoal

Autodidatismo

Para as ciências Conscienciologia e Projeciologia, que estudam a evolução do ser humano e a capacidade de manifestação fora do corpo físico, o autodidatismo é qualidade fundamental no avanço evolutivo. Ser autodidata implica em proatividade, na iniciativa de adotar posturas e tomar decisões para mudanças e reciclagens íntimas necessárias.

A partir do entendimento de que somos uma consciência, com múltiplas vidas e interagindo em várias dimensões, o autodidatismo pressupõe buscar o conhecimento por conta própria, tendo como maior incentivo a vontade de mudar de patamar evolutivo. A rigor, podemos fazer uma relação direta entre o autodidatismo e a independência pessoal.

Ao fazermos um paralelo entre uma pessoa autodidata e outra com grau elevado de dependência, podemos enumerar que a última é mais suscetível às opiniões dos outros, às pressões externas, ao acreditar no que lhe dizem. Tem pontos de vista nem sempre definidos, espera mais do que busca oportunidades e desenvolve inteligências mais comuns na sociedade.

A consciência autodidata tem mais firmeza nas proposições, objetivos pessoais definidos, mais abertura para as novas verdades e realidades que chegam, usa a vontade para criar oportunidades, mantém automotivação constante e desenvolve módulos extras de inteligência. Entre essas inteligências, a parapsíquica, ou seja, a percepção além do que lhe mostram os cinco sentidos físicos.

TRAço FORça = TRAFOR
O autodidatismo é um traço força pessoal que como qualquer outro potencial é desenvolvido a partir de experiências continuadas do indivíduo. Quem tem, um dia já aplicou energia para desenvolvê-lo. Para os que ainda se movimentam unicamente a partir de estímulos externos, ficam os exemplos de pessoas que não têm acesso ao ensino escolarizado ou à educação profissionalizante e se destacam a partir de esforços pessoais atingindo por conta própria altos graus de intelectualidade ou tendo idéias originais e avançadas.

Para a Conscienciologia, ser autodidata é condição imprescindível uma vez que a busca pelo autoconhecimento não tem estímulo dos mecanismos da sociedade, ainda muito voltada para as conquistas materiais e as projeções sociais. Decisivo no processo evolutivo pessoal, o autodidatismo precisa ser ancorado por outros traços pessoais para evitar desvios que podem conduzir a desperdícios de esforço ou desvios de conduta. Entre as atitudes que amparam o autodidata está a de estabelecer objetivos, definindo claramente onde pretende chegar, qual sua meta e porque ela está sendo estabelecida.

Soma-se à objetividade o sentido da priorização. Priorizar é dar preferência, enumerar as necessidades em grau de importância, ser seletivo entre as possibilidades e escolher o mais urgente entre o vai agregar positivamente. Ao se predispor ao autoconhecimento, por exemplo, o indivíduo vai se deparar com vários aspectos a serem trabalhados. A dispersão pode tirar a força do autodidatismo, por isso é preciso elencar prioridades.

O autodidatismo favorece o desenvolvimento de habilidades que fundamentam as Conscienciologia e Projeciologia, entre elas o domínio das bioenergias. Temos uma manifestação energética, desenvolvida a partir do movimento pessoal de trabalhar o corpo de energia que nos vitaliza. Um esforço que pressupõe a iniciativa e disciplina desenvolvidas pelo autodidata.

Outra condição que demanda autodidatismo é a recuperação de conhecimentos desenvolvidos pelo indivíduo nas vidas passadas ou no período entre vidas. Com o renascimento e a adequação a um novo corpo físico, o acesso às vivências se restringe, demandando vontade e esforço pessoal na ampliação da lucidez, do entendimento sobre quem realmente a pessoa é e qual a finalidade da sua vida.

O desenvolvimento do autodidatismo leva a autonomia consciencial, ao direito do indivíduo de tomar decisões livremente, à independência moral ou intelectual. Você teve condutas autodidatas, iniciativas diferenciais que foram ou são significativas na sua vida? Já pensou que esse traço pode sustentar uma evolução pessoal sem precedentes? Então conheça a Conscienciologia e veja como ela pode ajudar a potencializar sua manifestação autodidata.


Leia mais: https://campusceaec.org/autodidatismo-e-evolucao-pessoal/

Autora
Rosane Amadori

Rosane Amadori

Rosane Amadori é jornalista, mestre em Estudos de Linguagens, professora e pesquisadora de Conscienciologia.

Compartilhe
Cadastre-se

📩 Receba NOVIDADES sobre a Agenda de Eventos do CEAEC. Insira seu melhor e-mail abaixo:

Publicações Recentes