Português

Transcrição:

A lexicoteca é composta por essas duas fileiras de mesas de léxicos. É organizada em ordem alfabética de temas dos dicionários e obras afins, tais como glossários, manuais, guias e vade-mecuns. Todo o acervo está disposto de modo horizontal sobre as mesas, a fim de facilitar a visualização e o manuseio das obras, seguindo a técnica do campo visual.

Os seguintes dicionários são destaque na lexicoteca:

Primeiro: o maior léxico do holociclo, em relação às dimensões ou tamanho da obra, é “The Columbia Encyclopedia”, que possui trinta e um centímetros de altura, vinte e quatro de largura e oito e meio de profundidade. Possui cinquenta mil verbetes ou entradas envolvendo assuntos do mundo todo. É classificada como enciclopédia geral.

Segundo: o menor dicionário do holociclo, do tamanho da ponta de um dedo, é o dicionário de nomes próprios do autor Antonio S. Silva, publicado em dois mil e um. Contém o significado e a origem de trezentos e oitenta nomes próprios.

A propósito, você sabe qual o significado do seu nome? O primeiro passo no autoconhecimento começa por essa singela mensagem.

Terceiro: outra curiosidade é o dicionário de sonhos, trazendo sugestões de interpretação para cenas, objetos e seres que compõem o universo onírico da consciência.

E, por fim, os dois dicionários mais antigos do holociclo: o de máximas, pensamentos e reflexões, do Marquês de Maricá, de mil oitocentos e trinta e nove e o Nouveau dictionnaire portatif des langues française et portugaise, de F. S. Constancio, de mil oitocentos e cinquenta e seis.

Além desses dicionários, existem muitos outros peculiares, tais como: dicionário das parteiras, dicionários de fobias, dicionários de regionalismos com os diferentes modos de falar do brasileiro de acordo com o estado que reside (baianês, cearês, porto-alegrês, entre outros) e muitos outros.

Os léxicos idiomáticos ocupam o primeiro lugar do ranking com maior quantidade de dicionários. Dentre os diversos idiomas dicionarizados, ressalta-se os bi e trilíngues: albanês-italiano, árabe-português, bósnio-inglês, espanhol-maia, português-inglês-mandarim, dentre outros.

Você está convidado a passear pelos corredores lexicográficos do holociclo e observar a variedade cognitiva das áreas de manifestação humana.

Quais dicionários lhe chamam atenção? De qual você mais gostou? A qual você sentiu algum tipo de aversão? A reação aos dicionários também pode ser fonte de autoconhecimento.