O Absolutismo é necessário?

absolutismo

O Absolutismo é necessário?

Sim, absolutamente. 

Em termos de responsabilidade com a melhoria pessoal ou nossa própria evolução, sem dúvida, precisamos de absolutismo. 

A Conscienciologia é a Ciência que objetiva desenvolver métodos, técnicas e diretrizes para que cada pessoa seja responsável por sua própria evolução. 

Neste sentido, ser absolutista sob a ótica conscienciológica, quer dizer que a pessoa está tomando para si toda responsabilidade sobre o que faz ou não para melhorar a sua vida e do seu entorno, seja o grupo familiar, profissional, de voluntariado, ou de convívio social em geral.

Partindo deste princípio, que estamos estruturando uma nova Ciência centrada na evolução da consciência, a postura absolutista de buscar o melhor para si e para os outros, está totalmente integrada aos valores humanitários e universalistas para os quais qualquer ciência existe. 


Absolutismo: Um Recorte Histórico

Ao longo da história humana temos inúmeros exemplos de práticas absolutistas, no entanto, todas voltadas para subjugação, escravização, revoluções, inclusive provocando uma incalculável perda de informações e conhecimento devido às práticas milenares de invasões e domínios culturais de alguns líderes ou povos sobre os outros, levando até a aculturação. Em função desse estigma social e cultural do termo Absolutismo, a palavra muitas vezes provoca rechaço ou distorção de interpretação. 

Um dos fundamentos mais claros e consensuais de qualquer ciência é o fato de apresentar resultados sob a forma de verdades relativas. Esse fato, aparentemente, é mais um motivo que pode gerar engano na interpretação da necessária postura absolutista do pesquisador conscienciólogo, pois o termo soa antagônico a este princípio de relativização. 


O Absolutismo sob a Ótica da Conscienciologia

O Absolutismo proposto na Conscienciologia trata da postura a respeito de tudo que seja relativo às responsabilidades pessoais de condução da própria evolução. 

Neste contexto do absolutismo consciencial, não há espaço para a pessoa responsabilizar qualquer outro, sejam familiares, membros do grupo social, empresas, governos, religiões, filosofias, enfim, seja mais o que estiver estabelecendo relação de influência ou convivência consigo. 

A conduta absolutista sadia é aquela que parte da crítica aguçada sobre todos os atos, comportamentos e principalmente intenção de nossa manifestação diante das circunstâncias da vida, especialmente daquelas mais estressantes ou desafiantes. 

Para adaptar-se a esta nova forma de encarar o absolutismo, os valores e princípios evolutivos que estão nas bases da Conscienciologia precisam ser compreendidos e vivenciados com clareza, começando pela autodeterminação em querer melhorar a si mesmo e ao entorno onde se vive. 

A Conscienciologia já dispõe, hoje em dia, de uma gama variada de técnicas, métodos e conceitos que auxiliam qualquer pessoa interessada e esforçada em acompanhar o ritmo natural da evolução. 

A conduta absolutista sadia começa pela autodeterminação definida dentro da nossa própria intimidade, esteja a pessoa em crise ou na zona de conforto, pois a evolução é uma constante, sempre há um desafio evolutivo à frente. 

Se por acaso você considera que vive uma vida perfeita em um mundo perfeito, já criou um absolutismo ilusório. Mas se você considera, do mesmo modo que eu, o fato de ainda ter muito o que melhorar, tanto individualmente como no meio social, que tal encarar a necessidade de uma postura absolutista frente aos desafios diários que a evolução nos traz? 

Esse absolutismo que enfatizamos tem o objetivo positivo não só de reforçar a responsabilidade de cada um sobre a evolução pessoal, mas esta conduta também torna a pessoa um exemplo evolutivo mais evidente e ao mesmo tempo assegura maior liberdade às demais pessoas do convívio ao deixarmos de transferir responsabilidades ou de justificar erros tentando repassá-los aos outros.

A especialidade da Conscienciologia voltada para o estudo do absolutismo aplicado à evolução pessoal é a Autabsolutismologia, que aborda justamente o exercício inteligente de ser radical consigo mesmo diante dos desafios e gargalos evolutivos tão comuns no dia a dia de quem quer melhorar de vida.

O curso Fundamentos da Evoluciologia, do CEAEC, terá um módulo totalmente dedicado a esta especialidade, você também poderá obter mais informações nas gravações das Tertúlias Conscienciológicas disponíveis no Canal do Youtube do Tertuliarium.

Autor

Roberto Leimig

Nascido em Recife, em 20/08/1970. É Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas em 1995 pela Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Mestre em Ecologia, em 2001, pela Universidade Estadual de Maringá, UEM; Professor universitário nas áreas de Botânica, Ecologia, Evolução, Estudos Ambientais e Sistemática. Iniciou os estudos de Conscienciologia em 1991, tornando-se voluntário em 1993; Professor desde 1996; tenepessista desde 2000. Epicon desde 2017. Atualmente realiza trabalho voluntário e pesquisas no Centro de Altos Estudos da Conscienciologia, CEAEC e Associação Internacional de Pesquisas Seriexológicas e Holobiográficas, CONSECUTIVUS.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Cadastre-se

📩 Receba NOVIDADES sobre a Agenda de Eventos do CEAEC. 
Insira seu melhor e-mail abaixo:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Publicações Recentes