A Consciência e a Conscienciologia: Um Breve Recorte Prático

Conscienciologia

A consciência e a coerência

O termo consciência é muito usado com significado de “retidão nas atitudes”, coerência.

Durante as interações alguém pode questionar: “– você não tem consciência?”.

Essa pergunta suscita algumas dúvidas. Nem sempre é possível agir com coerência, é fácil surgirem limitadores incontroláveis e imposições sociais conflitantes com a retidão referida, por vezes gerando crises profundas.

A concepção de consciência, após estudar a Conscienciologia, amplia-se em possibilidades. A consciência é o próprio indivíduo, com vasto potencial de crescimento, coerente em alguns momentos, incoerente em outros e com dúvidas durante a manifestação cotidiana sobre muitas escolhas a serem feitas e o sentido da vida.


O objeto de estudo

O questionamento antigo gera agora outra pergunta: “– coerente perante quem?”.

Na Conscienciologia a pessoa estuda a si própria, sabendo que atos praticados, muito além de consequências momentâneas, sejam essas favoráveis ou desfavoráveis, podem repercutir no próprio futuro longínquo, para além dessa vida. Também podem interferir no acerto ou erro das companhias de destino presentes ou distantes fisicamente. Considerando ainda que não há cobrança, não há uma ou muitas outras consciências superiores, com capacidade de punir ou promover.

Há aquelas que fizeram melhores escolhas no passado e hoje têm maior liberdade nas decisões.

Aqui cabe outro questionamento: “– então, a consciência é superpoderosa?”.

A consciência é o próprio indivíduo, com atitudes responsáveis, sem delegação de poderes sobre si à ninguém que não seja ela própria, e sempre consciente das consequências cabíveis, não há outra opção diferente da resposta afirmativa a essa pergunta.

A autoconsciência da autoexperimentologia

Entretanto, após tomar conhecimento dessa nova perspectiva, a consciência, paradoxalmente, percebe ser pequena perante aqueles veteranos das melhores escolhas, passando a agir com menor crítica aos demais e maior rigor consigo próprio.

Nesse exercício, aprende a sair das crises, evitar armadilhas do passado, reconhecer oportunidades pró-saúde, pró-equilíbrio, libertadoras das dúvidas, a favor da coerência e retidão factíveis.

Conclui-se com a afirmativa de que Consciência e Conscienciologia não são só isso mencionado aqui, você está convidado a aprofundar no seu autoconhecimento em diversas atividades oferecidas através do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia – CEAEC.

Autora

Aparecida Amélia

Médica especialista em Medicina de Família e Comunidade.
Voluntária desde 1995.
Atualmente atua na IC Tenepes e no CEAEC
Docente da Conscienciologia desde 2020.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Cadastre-se

📩 Receba NOVIDADES sobre a Agenda de Eventos do CEAEC. 
Insira seu melhor e-mail abaixo:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Publicações Recentes